sábado, 11 de setembro de 2010

Por que as coisas não são do jeito que nós queremos?


Querido Quase Diário, acho que já deu para perceber que estou precisando desabafar. Mas desta vez, não pensei em ninguém a não ser você. Não quero falar com ninguém a não ser com você. Por que as coisas não são do jeito que a gente quer? Por que não existe um mundo perfeito? Para mim, um mundo perfeito seria um mundo sem problemas, sem violência, sem ambição, sem tristeza. Um mundo onde as pessoas poderiam viver felizes sempre com um sorriso no rosto. Um mundo onde não existiriam motivos para chorar. Principalmente eu. Eu queria ser feliz o tempo todo. Queria não ter motivos para ficar triste. Mas também não posso dizer que sou infeliz pq não sou. Eu sou muito feliz. Só que existem momentos em que o meu sorriso some, em que minha felicidade desasparece e meu coração se enche de angústia. São momentos rápidos, é uma "infelicidade tempórária", Graças à Deus. Mas esse pouquinho de tempo em que fico triste já é o bastante para me deixar completamente mal, e com medo por muito tempo. Tenho tantos medos, mas tantos medos. Todos falam que eu sou uma pessoa animada, mas poucos sabem que não basta um sorriso para ser feliz. Não é pq eu sorrio todos os dias que eu esteja feliz todos os dias. Às vezes atrás do meu sorriso, existe uma menina triste e agustiada que queria que todo aquele sofrimento passasse e aquele sorriso fosse verdadeiro. Eu só queria que o mundo fosse do meu jeito, com as coisas do meu jeito, com milhões de pessoas felizes o tempo todo, inclusive eu. Quero que esse momento de tristeza passe o mais rápido possível para eu voltar a ser quem eu sou. Não sou essa menina triste. Quer dizer, sou, mas não gosto de ficar assim. Quero ter mais motivos para sorrir, mais motivos para continuar a ser feliz do jeito que sempre foi. Eu queria que não existisse essa "tristeza temporária" em mim, queria que essa "tristeza" fosse uma "tristeza inexistente".